Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

zona de desconforto.

zona de desconforto.

19
Nov14

A panicar

Pois que tenho andado com problemas de estômago o que em mim não é nenhuma novidade e é precisamente por não ser novidade que o meu médico achou que estava na altura de fazer uma endoscopia. Só boas notícias. Quando me deu a boa-nova morri duas vezes. A primeira quando ouvi a palavra endoscopia, comecei-me logo a imaginar a ser torturada com um tubo gigante pela goela abaixo. A segunda foi quando ele disse: "Não, não. Esteja descansada que leva uma anestesia geral."
Pausa para assimilar o que acabou de ser dito.
Hum? Como é que é? Uma anestesia geral? Mas isso não é suposto acontecer só quando uma pessoa é operada? E vou estar a dormir quanto tempo? E se não acordar? Que eu em tempos tive uma gatinha que morreu no veterinário depois de levar uma anestesia geral para ser esterilizada e esse trauma vai-me acompanhar para o resto da vida. E se eu também me ficar logo ali? Claro que não perguntei nada disto ao médico, não quero que ele pense que eu sou maluca. Fui para casa com as minhas perguntas e com o passar do tempo fui-me esquecendo do assunto. Quando me lembrava e falava disto a alguém diziam-me sempre: "Anestesia geral? Naaaaaa. Isso de certeza que é local. Deves ter percebido mal. Devem-te pôr um spray ou coisa que o valha na garganta para não sentires nada" e eu lá ia ficando mais descansada. É verdade que eu passo a vida em médicos e nunca apanho metade daquilo que me dizem. Só quero que me ponham boa e sair dali de fininho. Por isso sim, era possível eu ter percebido mal e só essa hipótese me deixava mais descansada. As pessoas ignorantes são as mais felizes, não há dúvida. 
Há bocado ligaram-me do hospital com uma óptima notícia: tinham vaga já para amanhã! Amanhã!!! Não estava, de todo, preparada para uma coisa destas, assim tão rápida. Preciso de tempo para me preparar psicologicamente e para aceitar que me vão enfiar uma mangueira na garganta. Pior: quando perguntei como era a anestesia a sr.ª do outro lado respondeu: "É uma sedação profunda. Vai estar a dormir e não vai sentir nada." Tão querida. Devia estar a pensar que me estava a aliviar ao dizer-me que eu não ia sentir nada. Mas o que me ficou a ecoar na cabeça foi a expressão "sedação profunda". Profunda. Profunda!!! Estive a um passo de começar a chorar. Nunca na minha vida levei uma anestesia geral - ou sedação profunda, como quiserem - e a ideia de me porem a dormir assim de um momento para o outro assusta-me imenso. E se o coração me pára como aconteceu à minha gata? E se eu daqui a uns meses precisar de levar outra anestesia geral por outro motivo qualquer? Será que já não posso? Ou será que posso e os riscos são maiores? Meu. Deus.
Sou um bocadinho hipocondríaca e sempre que sinto um desconforto que se mantém por mais de 3 dias vou logo a correr para o médico para saber se tenho alguma doença grave. Detesto adiar estas coisas dos médicos, gosto de estar informada e faço questão de todos os anos fazer um check up total e é claro que este exame é importante para eu saber se tenho alguma coisa no estômago que volta e meia se chateia com aquilo que como, mas sou muito muito piegas e esta coisa da sedação profunda está-me a dar cabo dos nervos. E não é só isso. Já sei que me vão enfiar um cateter no braço e que é por aí que a anestesia vai entrar. Só de imaginar já fico com quebras de tensão. Há uns anos tive outro episódio de dores de estômago e no hospital enfiaram-me a porra do cateter no braço para me injectarem uns medicamentos quaisquer. Assim que vi aquilo desatei a chorar convulsivamente. Entrei em pânico. A enfermeira ficou muito assustada, perguntou-me o que se passava e, entre lágrimas e soluços, lá consegui dizer: "Isto aqui no braço faz-me muita impressão, não consigo andar com isto aqui. Não consigo!" Sim, é verdade, isto aconteceu. É que faz-me mesmo impressão ver aquele bocado de plástico ali agarrado à minha pele... meu Deus, até me custa imaginar. Amanhã vou tentar não me enervar muito - ... - para me concentrar e colocar todas aquelas questões ao anestesiologista. Só não prometo não desatar a chorar quando me chamarem na sala de espera.

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

passaram por aqui