Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

zona de desconforto.

zona de desconforto.

26
Out15

Lesão* report

Mensalidade de Novembro cancelada. Que comece a fisioterapia.

 

Depois de semana e meia de braço ao peito – aconchegante durante os primeiros 3 dias, desesperante nos outros todos – fui a nova consulta de ortopedia já com muito mais mobilidade no braço que aquela que tinha de início – zero, praticamente – e sem dores, mas ainda sem o conseguir esticar completamente. Depois de me apalpar o músculo e de me esticar o braço até ao limite possível - brincadeira que me deixou para lá de agoniada. Era ele a esticar o braço e o músculo a contrair, contrair, contrair – achou por bem dar início a umas sessões de fisioterapia e deixar o ginásio em espera durante o próximo mês. Uma pessoa inscreve-se no ginásio para ser saudável e nem duas semanas depois já anda a caminho do médico.

A fisioterapia começa hoje e eu já estou a sentir um friozinho na barriga. Pensar que me vão fazer “massagens” onde me lesionei e obrigar a esticar o braço e a pegar em pesos soa-me só a tortura. Durante o fim-de-semana segui o conselho do médico e evitei ao máximo andar com o braço encolhido. Volta e meia lembrava-me e lá começava a tentar esticar o braço, mas sentir o músculo a contrair e a ficar todo rijo revolve-me as entranhas. Faz-me muita impressão. É por isso que só de pensar em fisioterapia começo a ter suores frios. O ideal era que me anestesiassem durante cada sessão para eu não sentir nada. Dá para fazer isso? Não dá? Pronto. Triste sorte a minha. De qualquer forma consegui fazer progressos durante o fim-de-semana. O braço já estica mais e já consigo secar o cabelo com a mão direita. Yei! Espero que isto signifique que só precise de 3 ou 4 sessões de fisioterapia até ficar fina. We'll see.

 

Nunca pensei dizer uma barbaridade destas mas sinto falta de ir ao ginásio, apesar de a minha passagem por lá ter sido muito breve, e fiquei triste ao saber que durante o próximo mês não convinha lá pôr os pés. Até para fazer exercícios de pernas preciso usar os braços, para segurar naquelas pegas de cada lado da máquina para manter a postura direita, e sem conseguir esticar o braço direito fica difícil. Estava super motivada e a contar com isso para, finalmente, iniciar um estilo de vida activo e agora o meu medo é que esta paragem me roube a motivação toda e depois seja o cabo dos trabalhos para a reaver novamente. Ainda por cima, se tudo correr bem, volto ao ginásio em Dezembro quando escurece pouco depois das 18h e já está bem mais frio. Como é que se arranja motivação no meio de tanta adversidade? Como?! Tenho esperança que a fisioterapia me mantenha focada no exercício porque, afinal de contas, vou ter de o fazer para voltar a ter o braço direito operacional, e que isso seja o empurrão necessário para um regresso ao ginásio natural em vez de penoso.

 

Por agora o Workout fica para segundas núpcias.

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

passaram por aqui