Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

zona de desconforto.

zona de desconforto.

12
Jan16

Workout report - Aulas de grupo

2015 foi um óptimo ano: mudei de casa, saí dos subúrbios para morar na cidade e ganhei toda uma nova qualidade de vida; li muito, coisa que já não conseguia há anos - shame on me -; fiz a minha viagem de sonho da qual me lembro com saudade praticamente todos os dias mas com uma certeza: quero MUITO voltar; e, decidida a deixar de ser tão preguiçosa inscrevi-me no ginásio... again, mas desta vez não foi só porque sim, houve fortes motivos por detrás desta vontade súbita de mexer o rabo por isso estou confiante que desta vez vá ser diferente! E é aqui que entra o meu objectivo para 2016 no que ao exercício diz respeito: não desistir - nuncaaaaaaaaaaaaaaaaaaa - e evoluir. E a meu ver não há nada melhor para evoluir que frequentar as aulas de grupo do ginásio.

Inscrevi-me em Outubro, lesionei-me uma semana depois e só voltei em Dezembro, decidida a cumprir o meu plano de treino 3 vezes por semana, no matter what, para ganhar força e resistência para depois sim começar a fazer aulas de grupo já com alguma preparação física. Cumpri o primeiro objectivo: ginásio 3 vezes por semana, mas a meio do mês comecei a achar que as coisas estavam a ficar um bocado aborrecidas por isso aumentei 2.5kg em alguns exercícios e o número de repetições em todos. Ao fim de um mês, já em Janeiro, achei que estava com força e resistência qb para começar a ir às aulas de grupo. A primeira foi uma aula de Localizada, "uma coisa assim mais soft para não entrar a abrir como aconteceu com o TRX". Pronto, podem-se rir. Não foi nada soft.

Como fiquei traumatizada com a lesão ia determinada a fazer a aula com poucos pesos - 1 ou 2 kg's - e ao meu ritmo. O problema é que nas aulas de grupo uma pessoa sente-se competitiva e não quer ser a lesma lá atrás que está sempre atrasada e a queixar-se por isso, mesmo com poucos pesos, aquilo esteve longe de ser um passeio no parque.

As dificuldades começaram logo no aquecimento com saltinhos, primeiro devagar, depois mais depressa, ora leva o joelho esquerdo ao peito, ora leva o direito, agora a mesma coisa mais rápido, agora a mesma coisa mais rápido 8 vezes. Só me apetecia matar a professora que tinha uns pernões de fazer inveja, 'raisparta. Aliás, era precisamente para os pernões que eu olhava sempre que me apetecia pegar nas minhas coisas e abandonar a aula de fininho. Muito agachamento fiz eu em 45 minutos! Achava que o meu calcanhar de Aquiles eram os abdominais mas afinal são, também, a porra dos agachamentos. "5, 4, 3, 2, 1 e aguenta lá em baixo 15 segundos!" Senti-me muitas vezes uma das meninas do vídeo Call On Me mas em mau: nada sexy e com muita, muita dor e desconforto. E pensava eu que me estava a esforçar imenso a cumprir o plano de treino. Suei em bica na aula de Localizada e quando terminou fiquei na dúvida se as minhas pernas tinham vindo comigo para o balneário ou se tinham ficado no estúdio.

Realmente treinar com pressões externas é completamente diferente que fazer as coisas ao nosso ritmo. Por isso, e apesar de não ser dada a resoluções de ano novo, estou determinada a participar em mais aulas de grupo em 2016, porque é ali, nas aulas, que vou ao meu limite, não é a puxar pesos nas máquinas.

Já sei como são as aulas de Localizada, e vou continuar a ir, mas também quero experimentar Body Combat e Body Attack, ambos com o selo de qualidade Les Mills. Por enquanto o Body Pump vai ficar fora dos meus planos porque me assusta um bocadinho. É com pesos e as imagens que vejo na net é de pessoal a fazer agachamentos com barras pesadíssimas às costas que me lembram logo do meu rico braço que ficou esfrangalhado ao fim do que parecia uma inofensiva aula de TRX, onde só se usa o peso do corpo. Mas pronto, quero sair da minha chata zona de conforto e experimentar coisas novas, senão o ginásio torna-se aborrecido e é precisamente isso que eu não quero.

 

 

0c26e1d685a37c078f8ecddac74b630d.jpg

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

passaram por aqui