Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

zona de desconforto.

zona de desconforto.

20
Mai14

Hitler e Eva Braun do século XXI

Fiquei entusiasmada quando soube da existência de um novo jornal online. É sempre bom sinal quando surge um projecto novo, que dá trabalho a umas quantas pessoas e que, ainda por cima, quer contribuir "para a construção de uma sociedade mais bem informada e democrática". Mas depois li o artigo sobre a inspiradora história de amor entre o Mário Machado, ex-líder da Frente Nacional, e a Susana, militante do PS nascida e criada em Cascais, e o meu entusiasmo por este vanguardista  meio de comunicação social sumiu-se. Tudo o que ali está escrito não só é ridículo como é inacreditável que um jornal do século XXI se dedique a este tipo de branqueamentos, neste caso, da extrema direita.


Ora bem, o que é que este extenso artigo nos ensina? Várias coisas. Ficamos a saber que os pombinhos se conheceram num bar gótico em Lisboa e que ela assim que se viu rodeada de skinheads ficou cheia de medo e ele, esperto, aproveitou-se desse medo para ganhar a confiança dela. Não é genial? Quantos de nós já não fizemos isto? Usar o medo dos outros a nosso favor. Tooooda a gente. É uma situação perfeitamente normal! E a táctica resultou porque 10 anos depois continuam juntos e super felizes. Agora é vê-los nas esplanadas da cidade a discordarem um do outro porque, afinal, as diferenças ideológicas estão lá, e a resolverem as discórdias com beijinhos e carícias. Realmente, o que é que interessa aquilo em que nós acreditamos? Aquilo que define o que somos? NADA! Ele espancou uma pessoa até à morte por ter uma cor de pele diferente but who cares?! Ela é a primeira pessoa a esclarecer as nossas cabecinhas conservadoras: "Não concebia o discurso daqueles que diziam ‘pretos’. Achava horrível e ignorante, ainda assim ia com ele para todo o lado, mesmo não concordando.” Isto é genial! Então andamos nós durante anos e anos a desejar encontrar alguém que veja o mundo como nós e com quem nos identifiquemos quando, afinal, as bases para uma relação saudável são precisamente o oposto?! Achamos horrível e ignorante que se chame de preto alguém com uma cor de pele e uma origem diferente da nossa mas apoiamos o nosso amor na mesma! Se para ele essas pessoas são repugnantes e devem ser tratadas sem respeito absolutamente nenhum nós estamos lá para o apoiar! Porque é isso que uma boa namorada faz! Apoia o seu homem. Mesmo que isso signifique que tenha de anular por completo aquilo em que acredita. De início a Susana teve imensos problemas com a família que, retrógrada, não entendia este relacionamento. Mas, assim que conheceram o Mário Machado rapidamente respiraram de alívio. Afinal a imagem que passava na comunicação social era completamente manipulada por jornalistas sem escrúpulos. Afinal o Mário Machado é um homem "super educado e romântico". Depois desta chapada de luva branca ao leitor o Observador afirma: "As diferenças ideológicas foram-se atenuando à medida que o registo criminal de Mário Machado crescia." Oh por amor de Deus! Mas alguém me consegue explicar o que raio quer isto dizer? Eu não digo que neste artigo está tudo virado do avesso? Mas vamos seguir em frente, como fez o jornal, e entrar na daily life destas pessoas. Como o Mário está preso foi a Susana, feminista convicta, que assumiu o papel de chefe de família. E o que é que acham que o Mário acha disto? Fica orgulhoso da sua mulher que trabalha para sustentar o filho dos dois? Claro que não! Para o Mário uma mulher não deve trabalhar! Deve ficar em casa sossegadita a cuidar dos filhos e deixar-se sustentar pelo marido que, assim, tem uma falsa sensação de domínio sobre aquele ser frágil. Para Susana este é um cenário "impensável" mas, mais uma vez, o que é que isso interessa? Nada. Posto isto, o que é que duas pessoas fazem quando se apercebem que uma relação tem tudo para correr bem - como esta? Casam. E foi esse o passo que estes dois deram em 2011. O facto de ele estar preso não foi impedimento para nada. Ela vestiu-se de noiva e quando entrou na prisão, qual altar de uma imponente igreja, viu aquilo com que qualquer bride to be sonha: o futuro marido vestido "de fato macaco de recluso, dois guardas, uma técnica e a conservadora do registo civil." E pensar que há casais que se enchem de dívidas para poderem fazer uma grande festarola cheia de convidados e pratos gourmet. No fim da cerimónia ela foi para casa e ele voltou para a cela onde passava 23 horas por dia. Mas não sejamos insensíveis. O amor tem um poder transformador nas pessoas e Mário não é excepção. Quando se viu ali preso decidiu fazer algo de bom com tanto tempo livre e já está no último ano do curso de Direito da Universidade Autónoma. Para pagar as propinas tem a ajuda dos pais e dos sogros e conta também com o dinheiro que conseguiu poupar quando andava "a fazer aquelas habilidades", e por habilidades entenda-se encontros com traficantes de droga para lhes extorquir dinheiro, que um homem também tem de fazer pela vida. O Mário é o orgulho da Susana que, afirma, nem quer saber se ele cometeu crimes ou não! Ela sabe quem é o verdadeiro Mário: "Um excelente marido e um excelente pai. Sou completamente contra crimes, fui criada assim, mas ele é um ser humano”. É precisamente por isto que esta militante do PS diz com convicção e orgulho que vai votar no Partido Socialista. O Mário ouve e dá uma gargalhada. Tudo está bem quando acaba bem.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

passaram por aqui